Coceira e ardência no ânus pode ser hemorróidas

Publicado 5 de setembro de 2010


Alguns sinais e sintomas no ânus podem indicar doenças mais séria, ou podem simplesmente serem causadas pela alimentação.


O assunto deste artigo é delicado, porém não podemos deixar de falar sobre ele, pois muitas pessoas se sentem mal em tocar ou falar sobre determinados assuntos, muitas vezes por preconceito ou até mesmo por vergonha.

E alguns dias recebi um e-mail de um leitor comentando que a vários meses estava sentindo coceira e ardência no ânus e queria saber se poderia ser hemorróidas.

E caso você não sabe o que são hemorróidas, recomendo a leitura do artigo sobre o que são hemorroidas

E realmente um dos sintomas das hemorroidas são a coceira e a ardência do ânus, porém para um diagnóstico e tratamento correto, é importante realizar uma consulta com um médico especializado, no caso um médico Proctologista, pois ele é o médico especialista responsável pelo tratamento clínico ou cirúrgico das doenças do reto e ânus.

Pimenta e condimentos

Lembrando que esse sintomas, principalmente ardência e coceira no anus, muitas vezes pode estar relacionada com questões alimentares, como a ingestão de alimentos apimentados ou com muitos condimentos, ainda mais se você não for acostumado com esse tipo de condimento.

Por isso se você esta sentindo alguns desses sintomas, tentar lembrar de quais foram os alimentos que você ingeriu, a resposta pode estar neles, e assim você deve evita-los da próxima vez para evitar esse desconforto.

Por fim, caso os sintomas não desapareçam é importante não ter vergonha e procurar ajuda médica, pois o médico proctologista trabalha todos os dias com este tipo de problema e tenha certeza que você será muito bem tratado por ele e com grande discrição.

O que não pode você ficar procurando informações sobre algo que você nem sabe o que tem, como a coceira e ardência no ânus pode ser hemorroidas pode também ser alguma outra doença, por isso uma consulta médica com um proctologista é indispensável.


Leia:

Comente via Facebook, ou diretamente no site utilizando o formulário no final da página:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*