O que são vírus de computadores-Tipos e definições




Confira um artigo completo feito para uma disciplina de sistemas operacionais e utilize como base para seu trabalho de faculdade.

É bem interessante começara a rever fotos e trabalhos da época da faculdade, bate uma saudade forte, mas enfim, tudo tem o seu tempo por isso este tempo deve sempre ser aproveitado ao máximo.

E o post de hoje é um pequeno resumo que eu fiz na época da faculdade sobre vírus de computadores, tipos, nomes e definições.

Definição:

O Vírus é um programa de computador intencionalmente desenvolvido para se associar a um programa comum e, no momento que esse programa comum é executado o ‘programa vírus’ também é executado, replicando-se e ligando-se a outros programas. Logo o vírus precisa de um vetor, ou seja, de um elemento que o conduza até o computador que irá hospedá-lo.

Atualmente já foram catalogados mais de 50.000 vírus diferentes e o crescimento, segundo a Mcafee (empresa especializada em programas Anti-Vírus) é de 200 novos vírus por mês.

Nem todos os vírus de computador são destrutivos. Alguns danificam arquivos do sistema, outros vão apagando aos poucos arquivos de dados – o que pode passar desapercebido por um tempo.

Mesmo vírus não destrutivos são prejudiciais: eles consomem memória, recursos de CPU e logo, afetam a performance geral da sua maquina.

O sistema operacional, por si só, não tem como detectar a existência deste programa. Ele não é referenciado em nenhuma parte dos seus arquivos, ninguém sabe dele, e ele não costuma se mostrar antes do ataque.

Outros tipos de programas se encaixam também na definição de Vírus, apesar de serem conhecidos por outros nomes. O que eles têm em comum é o fato de agirem sem o conhecimento do hospedeiro e também provocarem danos, não só ao hospedeiro como a terceiros também. Esses tipos incluem os Worms, Trojan Horses (ou ‘cavalos-de-tróia’), os droppers e os Backdoors.

Tipos quanto à ação:

O Worm é um programa que se replica mas não infecta outros programas. Ele cria copias de si mesmo através de disquetes ou conexões de rede e algumas vezes usa uma rede de computadores para rodar. Ele vai se replicando e se espalhando por conta própria. E essa contaminação vai crescendo em ordem geométrica. Os worms se reproduzem. No entanto, em vez de se espalharem de um arquivo para outro, eles se espalham de um computador para outro, infectando todo um sistema.

Provoca instabilidade no sistema
Esta atividade pode provocar falha no computador ou fazê-lo se comportar de forma inesperada.

Compromete as configurações de segurança
Esta atividade pode tentar obter acesso a senhas ou outras configurações de segurança no sistema. Ela também pode pesquisar brechas nos componentes de processamento da Internet do computador para instalar um programa neste sistema que possa ser controlado remotamente por alguém através da Internet.

O nome Trojan Horse (‘cavalo-de-tróia’), vêm da mitologia Grega, do livro ‘a Odisséia’, no qual o exercito Grego deixou um cavalo de madeira gigantesco na porta da cidade de Tróia.

Os troianos, acreditando se tratar de um presente, acolheram o cavalo dentro da cidade, porém não perceberam que o interior dele estava repleto de soldados gregos, que tomaram a cidade. A idéia nos computadores é o mesmo: Ele se esconde no computador dentro de um programa qualquer: quando esse programa é executado o ‘cavalo-de-tróia’ age no computador, executando ações indesejadas. Porem eles não se replicam por conta própria.

Qualquer Trojan pode desempenhar muitos tipos tipos de ações, portanto é bastante difícil ter um modo correto e lógico de dividi-los em uma categoria ou outra. Os destrutivos podem causar muitos danos ao seu sistema, começando por bagunçar com seus arquivos de sistema e terminando talvez com uma formatação completa ou apagando as pastas do sistema.

Os Trojans também são comumente usados para outras coisas além de destruir um sistema. Eles podem roubar senhas por exemplo. Agora, o que é extremamente importante saber é que os Trojans não infectam outros arquivos.

Os droppers são programas criados para evitar a sua deteccão por antivírus (normalmente usando criptografia). A funcão tipica deles é de servir para o transporte e instalação de vírus na máquina hospedeira. Eles esperam por um determinado evento no sistema e se lançam, infectando o sistema com o vírus que estiverem ocultando.

Os backdoors são programas que ficam residentes após a contaminação e criam uma ‘porta-dos-fundos’ na máquina infectada. Essa porta do fundo permite que, sempre que essa máquina estiver ligada a uma rede ou a própria Internet, que outras pessoas tenham acesso total a máquina, de forma remota. Elas podem ler os arquivos, apaga-los, capturar informações sigilosas no momento que você as digita (senhas por exemplo). Sua maquina pode ser controlada remotamente – porém se a conexão com a rede é desfeita não há como manipular a maquina remotamente.


Tipos quanto à Infecção:

Vírus de Boot:

Infectam o setor de BOOT do disquete ou Disco rígido, desta forma eles são acionados cada vez que o computador é ligado,e transferem-se para memória onde infectam qualquer disquete que seja introduzidos no drive. Sua forma de alastramento é feita normalmente por disquetes. A forma mais usual para se remover um vírus de Boot é refazendo o Setor de Boot.

Vírus de Macro

Quando você usa um editor de texto (o Word é o mais conhecido), geralmente executa tarefas repetidamente para fazer alguma troca (como, por exemplo, substituir acentos, colocar sempre iniciais maiúsculas) ou usa um comando único para efetuá-las. Esse comando é chamado de macro. Os vírus de macro atacam justamente esses arquivos comprometendo o funcionamento do programa e danificando documentos e outros arquivos do disco.

Esses vírus são multiplataforma, ou seja, atacam computadores de várias famílias (PC, Macintosh), pois carregam consigo macros que são lidas pelos programas comuns às plataformas (exemplo: Word, Excel).

Vírus de Programa

São os milhares de vírus que infectam, normalmente, os arquivos com extensão .EXE e .COM (há também arquivos com outras extensões executáveis, como, por exemplo .OVL e .DLL).
A maioria dos vírus de programa se multiplicam e contaminam outros arquivos de maneira silenciosa, sem interferir na execução do programa que está infectado. Com isso fica muito difícil o usuário identificar o que está acontecendo em sua máquina.

Embora não sejam muito difíceis de ser pegos, os danos geralmente são de impossível recuperação, porque partes de programas foram corrompidos. Geralmente a única saída é formatar o micro e instalar novamente os programas na sua máquina.

Vírus Multipartite

Os vírus multipartite são, na verdade, a mistura dos vírus de boot e de programas e infectam ambos: programas e setores de boot. Isso os potencializa na forma de prejudicar sua máquina, corrompendo arquivos, discos e sendo difíceis de serem detectados e removidos.

A constante disputa entre os criadores de vírus e os fabricantes de vacinas antivírus, trouxe, também, o aprimoramento dos vírus. Eles se tornaram polimórficos, ou seja, estão sempre em mutação. Com isso altera o código do próprio vírus e dificulta bastante a atuação de um programa antivírus (por isso a necessidade de constante atualização de programas antivírus instalados).




-Publicado em 30 de maio de 2009 Enviar para o Twitter agora!

Não encontrou o que precisava? Faça uma busca e ache agora!
Relacionados: Leia também:
Comente via Facebook, ou diretamente no site utilizando o formulário no final da página:

3 Comentarios para o post: O que são vírus de computadores-Tipos e definições

  1. otimos artigos

  2. jose rogerio on outubro 7th, 2009
  3. Esse conteudo foi muito importante para o meu trabalho para a feira de cultura; eu gostei muito do conteudo…

  4. Miss on outubro 27th, 2009
  5. Vc poderia me enviar seu e-mail?

  6. Miss on outubro 27th, 2009

Deixe seu comentario e agregue mais valor para esse artigo!

*

Navegue nas categorias

- Bem estar;

- Entretenimento;

- Esportes;

- Noticias;

- Tecnologia;

A última atualização deste artigo aconteceu em:
9 de novembro de 2012

Receba atualizações gratuitamente

Assine o canal no YouTube e receba novidades gratuitas!

Tem face? Então curta:

Siga no Twitter